Com explosão de casos, Confresa é a primeira cidade de MT a decretar lockdown

Por Jornal O Estadão MT – Gabriel Soares 06/06/2020 - 02:42 hs

Com 139 casos confirmados e uma população de pouco mais de 30 mil habitantes, a cidade de Confresa (1.180 km de Cuiabá) foi a primeira de Mato Grosso a decretar lockdown. A medida foi anunciada pelo prefeito Ronio Condão (PSDB), que também é médico, nesta sexta (5) e irá durar 15 dias, inicialmente.

Confresa chegou a instalar um hospital de campanha e reforçou o sistema de saúde por meio da participação popular, com doações, mas não tem conseguido suportar o aumento da demanda por atendimento. A cidade registrou 100 novos casos de Covid-19 nos últimos 15 dias e três mortes na última semana.

“Nossa saúde, na verdade, já entrou em colapso. Se antes, tínhamos capacidade de atender dez pacientes por hora. Esses pacientes se transformaram em 20, 30, e a capacidade não aumentou”, disse o prefeito, em entrevista a uma rádio local.

“Hoje estamos com quadro expressivo de pessoas graves em UTI. Sabemos que se não abaixar essa curva ascendente exponencial, o município de Confresa pode ter mais mortes. Eu sei que é ruim as medidas tomadas, tem a questão econômica, tem a questão de emprego, mas sabemos que se as pessoas ficarem em casa por um período, isso vai cortar a cadeia de transmissão”, explicou.

Durante o período de lockdown, todas as pessoas estão proibidas de circular pela cidade. A circulação só é permitida para comprar alimentos e medicamentos, questões médicas, transações bancárias e atividades essenciais. As entradas e saídas da cidade serão bloqueadas. A medida se aplica também aos assentamentos e agrovilas localizadas no município.

O decreto também restringe a venda de qualquer tipo de bebida alcoólica durante sua vigência e prevê multa no valor de 8 UFPM (Unidade Fiscal Padrão do Município) para quem for flagrado descumprindo as medidas.