Padre Nicola Silvestri, que atuou em Porto Alegre do Norte, morre aos 79 anos

Silvestri, dedicou 40 anos a projetos missionários pelo Brasil.

Por Repórter Diário 26/05/2020 - 16:04 hs

Morreu, aos 79 anos, o padre missionário Nicola Silvestri, em Lugo, Itália. O sacerdote prestou serviços no ABC desde 1979, e retornou para a Itália – seu país de origem – apenas neste ano, por conta do agravo de problemas de saúde.

Os estudos do padre foram realizados na cidade de Ímola, na Itália onde foi ordenado presbítero incardinado (recebido pela igreja) na Diocese de Ímola, no dia 24 de junho de 1967. O ministro celebrou a primeira missa no dia seguinte na igreja de Santa Rita em Bolonha.

Silvestri, dedicou 40 anos a projetos missionários pelo Brasil, sendo que, na região, o mais lembrado é Igrejas Irmãs (Ímola-Santo André) a associação de Promoção Humana e Resgate da Cidadania, que tem o intuito de levar auxílio a comunidade de maneira solidária.

Tornou-se conhecido espiritualidade e humildade. Colaborou na formação de presbíteros da Diocese de Santo André como Diretor Espiritual do Seminário.Viveu a fraternidade no presbitério da Diocese, na vida pastoral e na colaboração à Dom Cláudio Hummes e Dom Décio Pereira, bispos diocesanos.

Após 20 anos de vivência em São Bernardo, avançou para águas mais profundas foi para a Prelazia de São Félix do Araguaia e colaborou com os bispos Pedro Casaldaliga, Leonardo Ulrich Steiner e Adriano Ciocca Vasino, os irmãos padres e agentes pastorais.

Dom Pedro Carlos Cipollini, bispo de Santo André comparou a trajetória de Silvestri com a de Messias (servo sofredor) ” Em uma passagem da bíblia de Lucas ( Lc 24, 26) aponta o  sofrimento de Messias, como parte do testemunho e da glorificação. Assim também Nicola, com dedicação e fraternidade pastoreou o rebanho a ele confiado em meio a grandes desafios e consolações pela força do espírito santo”,  declara Cipollini que agradece a Diocese Ímola pelo envio do sacerdote para a região em nota.