Vila Rica: PMs são agredidos após abordagem; quatro foram presos

Foi solicitado apoio do Grupo de Força Tática que esteve no local dando apoio à guarnição policial que atendia ocorrência.

Por Eldorado.fm 26/02/2020 - 03:39 hs

Uma ocorrência policial terminou em muita confusão, na noite de sábado, 22 de fevereiro, em Vila Rica.

De acordo com informações do Boletim de Ocorrência da Polícia Militar, Nº 2020.55312, uma guarnição da PM de Vila Rica realizava rondas na região central da cidade, quando avistou dois veículos, um deles identificado como FORD F250, cor vermelha, fazendo racha.

Diante do fato, a guarnição ordenou a parada dos veículos por meio de sinais sonoros e luminosos, mas os condutores não obedeceram à ordem policial e empreenderam fuga. Os policiais deram início ao acompanhamento dos veículos, conseguindo abordar o veículo FORD F250 em uma residência. 

Dentro da caminhonete os policiais encontraram uma criança no colo do passageiro e uma garrafa de bebida alcoólica. Durante abordagem, um dos policiais se dirigiu ao condutor do veículo e constatou forte teor alcoólico e que o suspeito estava bastante exaltado, não acatando as ordens determinadas pelo policial. 

Ao tentar imobilizar o condutor do veículo, o suspeito reagiu com violência, causando lesão no ombro esquerdo de um dos policiais. Um segundo suspeito se encaminhou em direção a outro policial e apertou a parte íntima do militar, causando dor e tentando imobiliza-lo. O terceiro policial da guarnição entrou em ação com o intuito de ajudar o colega imobilizar o suspeito, quando o homem tentou tomar a arma do policial, chegando a retirar o carregador da Carabina MD 97, calibre 556. 

Foi solicitado apoio do Grupo de Força Tática que esteve no local dando apoio à guarnição policial que atendia ocorrência.

Consta ainda no BO, que uma mulher que estava no local da ocorrência, bastante alterada, proferiu palavras de baixo calão, chamando os PMs de animais ferozes e teria instigado os suspeitos a resistirem a abordagem policial. Outra mulher que também se encontrava no local disse que os policiais não poderiam prender os suspeitos, chamando os PMs de covardes e vagabundos e tentado obstruir a ocorrência. Ela ainda teria tentado filmar a ação dos policias e teve o aparelho celular apreendido.

Segundo a polícia, durante a ocorrência foi necessário o uso de equipamento não letal, um Espargidor GL-108 Advantage Mini, uma espécie de spray com agente químico, utilizado contra pequenos grupos, para conter um dos suspeitos que investiu contra a guarnição bastante exaltado e agressivo.

Quatro pessoas envolvidas na ocorrência, juntamente com o aparelho celular e o veículo apreendido, foram encaminhados para a Delegacia de Polícia para as medidas cabíveis. Dois advogados acompanharam os suspeitos.

O Policial Militar lesionado durante a ocorrência foi encaminhado para o Pronto Atendimento Municipal para receber cuidados médicos.

Os suspeitos não tiveram os nomes divulgados pela Polícia Militar com base na Lei de Abuso de Autoridade.