Filhotes de tartarugas da Amazônia são liberadas no Rio Xingu, no Pará

O manejo consiste na retirada de filhotes que acabaram de sair dos ovos e deixam os ninhos na direção ao rio.

Por G1 PA — Belém 06/01/2020 - 08:20 hs

Biólogos e voluntário auxiliam milhares de tartaruguinhas em Senador José Porfírio, região do Xingu. O manejo consiste na retirada de filhotes que acabaram de sair dos ovos e deixam os ninhos na direção ao rio. A ação é necessária para proteger os animais de fatores ambientais e predatórios, como a incidência de inimigos naturais, principalmente os urubus, garantindo a sobrevivência de uma maior quantidade de indivíduos.
 
As equipes integradas iniciaram as vistorias e começaram a coleta das tartaruguinhas às três da manhã. Os filhotes avistados na areia indicam as áreas de ninhos, que são cavados para facilitar e agilizar a saída dos mesmos. O trabalho precisa ser ágil, pois às 6h os urubus começam a invadir as praias, oferecendo risco de predação.