Preço do gado dispara e carne volta a ser artigo de luxo no Brasil

Por Agencia Safras 27/11/2019 - 04:36 hs

O preço da arroba do boi gordo registrou novas altas nesta terça-feira, 26, chegando a R$ 232/R$ 233, valor recorde em São Paulo. De acordo com Fernando Henrique Iglesias, analista da Safras & Mercado, a expectativa no curto prazo ainda é de continuidade neste movimento, em linha com o quadro de escassez de oferta, dominante neste segundo semestre.
 
Segundo ele, a demanda tanto interna e externa permanece aquecida justificando a explosiva alta dos preços registrada em novembro. “Ao mesmo tempo, os frigoríficos seguem disputando de forma agressiva os animais com padrão China e União Europeia”, informa.

Em São Paulo, os preços passaram de R$ 230 para R$ 232/R$ 233 por arroba. Em Minas Gerais, foram de R$ 215 para R$ 229,00 a arroba. Em Mato Grosso do Sul, subiram de R$ 209 para R$ 220 a arroba. Já em Goiás, a arroba foi de R$ 212 para R$ 219. Por fim, em Mato Grosso, o preço subiu de R$ 193 a arroba para R$ 201 a arroba do boi gordo.

Atacado

Os preços da carne bovina ficaram estáveis. “A tendência de curto prazo ainda remete a reajustes, em linha com o enxugamento dos estoques em um período de forte demanda”, disse Iglesias.
 
Esse movimento está influenciando outras proteínas de origem animal, dada a incapacidade do consumidor médio em absorver seguidos reajustes de um determinado produto, buscando alternativas que mantenham seu padrão de consumo.
O corte traseiro teve preço de R$ 17,30 por quilo, com alta diária de 15 centavos. A ponta de agulha passou de R$ 11,10 por quilo para R$ 11,20 por quilo, enquanto o corte dianteiro passou de R$ 11,25 por quilo para R$ 11,35.