Propina recebida até com 4 meses de antecipação, aponta colaborador

Por RD News 08/10/2019 - 21:41 hs

Em meio à farra de propina na Assembleia, teve deputado que antecipou quatro meses do recebimento ilegal. Trata-se do empresário Adalto de Freitas, o Daltinho, que ficou algumas legislaturas como suplente e se elegeu para um mandato. Quem delata Daltinho é o ex-presidente do Legislativo mato-grossense José Riva.

No dossiê protocolado no Ministério Público pleiteando acordo de delação, Riva relata que Daltinho assinou nota promissória de R$ 130 mil, com vencimento em 28 de agosto de 2009, para conseguiu antecipação de quatro meses de propina de R$ 30 mil mensais.

Para tanto, o ex-deputado, segundo enfatiza José Riva, atestou falsamente o recebimento de materiais e serviços não entregues à AL pelas empresas, uma tentativa de conferir suporte ao pagamento ilegal. O pagamento era feito em espécie ou cheques. Assegura ainda que Daltinho recebeu propina de R$ 325,8 mil em 18 de agosto de 2011, por meio de Ricardo Novis Neves, a pedido do então deputado Sergio Ricardo.

Pelos cálculos de Riva, Daltinho recebeu, entre 2007 e 2011, quase R$ 2 milhões em propina - confira planilha abaixo.

daltinho propina 680