Selma teria sido ameaçada para retirar assinatura da CPI da Lava Toga, diz site

Por Jacques Gosch-RDNews 09/09/2019 - 23:23 hs
Foto: Edilson Rodrigues
Selma teria sido ameaçada para retirar assinatura da CPI da Lava Toga, diz site
Senadora Selma Arruda em reunião da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ)

A senadora Selma Arruda, que está deixando o PSL e deve migrar para o Podemos, teria sido informada que se não retirar sua assinatura do requerimento para criação da CPI da Lava Toga, poderá ter sua cassação confirmada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Pela assessoria, a parlamentar declarou que não vai se pronunciar sobre o assuntou.

O objetivo da CPI da Lava Toga, segundo o texto do requerimento, é "investigar condutas ímprobas, desvios operacionais e violações éticas por parte de membros do Supremo Tribunal Federal e de tribunais superiores do país".

A informação sobre a pressão contra Selma foi divulgada pelo site O Antagonista. O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), autor da CPI da Lava Toga, confirmou a existência de pressão pela retirada das assinaturas. O próprio presidente do Senador Davi Alcolubre (DEM-AP) estaria agindo nos bastidores para esvaziar a investigação.

Selma foi cassada por decisão unânime do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) por caixa 2 e abuso de poder econômico. Embora permaneça no cargo, aguarda julgamento de recurso no TSE.