Homem visto com criança na beira rio se apresenta na delegacia e explica o que houve

Ele diz que estava lavando a criança que estava suja por ter brincado na areia e diante dos comentários que surgiram decidiu se apresentar acompanhado de um advogado

Por Araguaia Notícia 02/07/2019 - 07:28 hs

A polícia da cidade de Barra do Garças, em Mato Grosso, esteve mobilizada durante toda segunda-feira (1/7) a procura de um jovem de 20 anos que foi visto com uma criança de dois anos na beira do rio. Na ocasião, duas mulheres que estavam na praia chegaram acionar a polícia alegando que o rapaz estaria tentando afogar a criança no rio, mas como ele teria percebido a presença de populares saiu correndo com a criança.

A partir deste relato, a polícia passou a procurar o jovem até mesmo para saber onde estava a criança e rapaz somente foi localizado no final da tarde. Todavia, ele já estava acompanhado de um advogado e se apresentou espontaneamente na Polícia Civil para explicar o que houve.

O jovem G.A.L., de 20 anos, compareceu na delegacia acompanhado do advogado Júnior César Coelho da Silva. O advogado adiantou para nossa reportagem que a criança é filha da namorada do rapaz e que na manhã de segunda-feira (1/7) ele levou a criança na praia para brincar onde a criança acabou se sujando na areia. Foi quando ele foi lavar a criança no rio e aparecerem as mulheres dizendo que o mesmo estaria tentando matar a criança.

O jovem deixou a praia e foi para casa da namorada com a criança onde almoço e dormiu no período da tarde. E já no finalzinho da tarde sabendo dos comentários deste caso na internet, decidiu acionar um advogado para se apresentar na Polícia Civil e explicar o que houve.

A criança foi levada para exames de corpo delito pela equipe da 1ª e 2ª DP de Barra do Garças e foi observado apenas um pequeno corte nos lábios da criança que está bem.

O termo de apresentação do jovem foi ouvido pelo delegado-adjunto Nelder e o caso está sendo acompanhado também pelo delegado titular da 1ª DP, Adriano Alencar. “As diligencias foram feitas porque estávamos preocupados onde estaria a criança. Com apresentação do rapaz que estava com ela vamos agora apurar as circunstâncias do que aconteceu”, adiantou o delegado.