Policia Prende ex-prefeito da cidade de Alto Boa Vista, suspeito de ser mandante de dois homicídios

Por Vanessa Lima/O Repórter do Araguaia 23/05/2019 - 04:16 hs

A Polícia Civil de São Félix do Xingu prendeu nesta quarta-feira (23) o ex-prefeito de Alto Boa Vista - MT, Aldecides Milhomem de Cirqueira. Ele é suspeito de ser o mandante de dois homicídios contra as vítimas Gilvani Alves Feitoza e Valdemar Pinto da Rocha.

De acordo com as investigações da polícia, a morte dos dois teria sido motivada por disputa judicial envolvendo um imóvel rural sob litígio entre o ex-prefeito Aldecides Milhomem e sua ex-esposa Célia Rita Maranhão Fonseca. As vitimas Gilvani e Valdemar, trabalhavam para Célia na área, promovendo atividades de caráter rural, bem como vigilância do bem.

Célia Rita declarou em depoimento a justiça, que após ter sido reintegrada na posse do bem, objeto do conflito da ação judicial entre ambos, contratou Gilvani e Valdemar para efetuar a vigilância do bem, temendo novas invasões por parte do ex-prefeito Aldecides, as quais os vigilantes acabaram mortos. Ainda de acordo com informações processuais, o ex-prefeito ameaçou a advogada Daniela Caetano de Brito, que atua representando Célia Rita Maranhão, para que abandonasse a causa.

A prisão temporária do ex-prefeito se deu pelo fato e a necessidade de salvaguardar as investigações, incluindo testemunhas, assessores, seguranças e a própria família dos envolvidos, pois de acordo com as informações, o ex-prefeito ameaçou as testemunhas, a destruírem provas, tais como dados inseridos em aparelhos celulares, computadores e outros. Conforme as investigações, o que se tem observado é que o ex-prefeito demonstra com clareza que busca a todo custo, a posse/propriedade do imóvel que é disputado em partilha decorrente à separação de vínculo conjugal.

Para a justiça investigativa e responsável pela prisão temporária do ex-prefeito, o andamento do inquérito policial segue tranquilo, pois, sem dúvida alguma, há muitas provas a serem descobertas capazes de evidenciar de modo ainda mais concreto os crimes já cometidos, com esclarecimento do respectivo modo de operação, bem como para coibir outros que possam estar em fase de planejamento, em face da evidente probabilidade calcada nas oitivas coletadas nos autos.

prisão temporária foi decretada pela Juíza de Direito e Titular da Comarca de São Félix do Xingu – PA, Tainá Monteiro da Costa, em face dado representante do Ministério Públicopugnando  pela decretação da prisão de caráter temporária, do ex-prefeito Aldecides Milhomem pelo prazo de 30 (trinta) dias, pela existência de fortes indícios de autoria, os inquéritos policiais que apuram os delitos retro não foram encerrados, restando o cumprimento de diligências que, inclusive, solicitou em sua manifestação.