Avião que caiu em Vila Rica tinha sido sequestrado horas antes

Na madrugada, a aeronave dos que iriam reaver o terreno teve de fazer um pouso de emergência devido a uma tempestade

Por Olhar Alerta 03/05/2019 - 16:46 hs

Um avião de pequeno porte caiu na manhã de sexta-feira (3), no município de Vila Rica. Na oportunidade, o piloto teve dificuldades de pousar, passou direto pela pista e foi parar no pasto de uma propriedade rural. Na aeronave estavam três pessoas, dentre elas, o irmão do ex-governador de Goiás Toninho Perilo, seu advogado João Paulo Brezinski e o piloto.

De acordo com informações exclusivas repassadas ao site Olhar Alerta, na data do ocorrido, uma reintegração de posse de uma fazenda iria acontecer, inclusive a guarnição de serviço da Polícia Militar daria apoio. Na madrugada, a aeronave dos que iriam reaver o terreno teve de fazer um pouso de emergência devido a uma tempestade, e assim que chegou ao solo, foi sequestrada sob grave ameaça por José Ferreira Barbosa, de 53 anos, gerente das terras em questão, pois o “proprietário” havia mandado queimar o avião assim que o dia clareasse.

Os agentes PM foram até a propriedade onde a aeronave estava e lá encontraram Elcio Tavares de Melo, de 40 anos, que alegou ter colocado um caminhão, um trator e outros maquinários para dificultar a saída do pequeno avião.

Em ato contínuo, os policiais localizaram também José, e com ele, foi encontrado um revólver calibre 22 e uma carabina 38, os quais não tinham documentação. Indagado, o suspeito afirmou que o armamento pertencia ao patrão Edimilson, o mandante de toda a ação.

Foi dada voz de prisão à José e Elcio pelos crimes de roubo, ameaça e posse irregular de arma de fogo de uso permitido. Edimilson não foi encontrado no local e deverá ser intimidado à prestar esclarecimentos. Os maquinários foram retirados para que o avião pudesse sair, contudo, durante o pouso da manhã, o acidente ocorreu.

O caso será investigado pela Polícia Judiciária Civil da cidade.