Escritor-jornalista de Barra do Garças enfrenta câncer desafiador

Escritor-jornalista de Barra do Garças enfrenta um câncer desafiador. Sergildo é autor de vários livros, militou na imprensa local e é membro da Academia de Letras, Cultura e Artes do Centro-Oeste com sede em Barra do Garças

Por Semana 7 14/01/2019 - 19:49 hs

O escritor e funcionário público da Seduc, lotado na Escola Estadual Senador Filinto Müller de Barra do Garças, Sergildo Ribeiro Gonzaga, Dim, com o é tratado por familiares e amigos, enfrenta momentos de turbulência e instabilidade com sua saúde. Ele luta contra um câncer desafiador. A enfermidade está localizada na região do intestino e requer um tratamento bastante delicado, segundo avaliação médica.

Seu diagnóstico, no final do ano passado, resultou em sua transferência para a capital Cuiabá onde desde então ele iniciou o tratamento com sessões de quimioterapia.

Ao todo, segundo o Notícias dos Municípios, será doze sessões, uma a cada 21 dias. O término desses encontros terapêuticos está previsto para o maio deste ano. Enquanto isso, Dim se esforça para adquirir solidez e vigor físico quando então poderá submeter-se a um possível procedimento cirúrgico.

O tratamento do escritor está sob os cuidados da equipe chefiada pelo professor e doutor em oncologia, Gilmar Ferreira do Espirito Santo, no Hospital Geral Universitário (HGU).

Além da especialidade em tratamento do câncer e tumores, oncologista realiza palestras em várias universidades do Brasil e no exterior. À reportagem do Notícias dos Municípios o escritor disse ser “um desafio extremamente difícil, dado aos efeitos colaterais violentos que a gente sofre devido aos medicamentos. É um procedimento peculiar, mas entendo ser um bem necessário. A quimioterapia geralmente abala nossa estrutura física e emocional, é diferenciada dos tratamentos comuns, mas tenho que encarar isso em forma de poesia e confiante em Deus acima de tudo porque Ele é o médico dos médicos”, disse.

Sergildo Ribeiro Gonzaga tem 53 anos, é natural de General Carneiro e conquistou vários prêmios regionais de literatura. Em recente data ele publicou Rapsódia no Araguaia, cujo relato faz alusão à Guerrilha do Araguaia, nos estertores da ditadura militar na década de 70.