Mulher que sofreu trauma craniano por tijolada dada pelo marido morre na UTI

Por Alcione dos Anjos e Bárbara Sá-RDNews 26/11/2018 - 23:19 hs

Mulher que sofreu traumatismo craniano, após ser agredida pelo companheiro em uma quitinete em Tangará da Serra (a 245 km da Capital) morreu na noite de domingo (25) no Pronto-Socorro de Cuiabá, onde ficou internada por 40 dias. Familiares providenciam documentos para o velório e o sepultamento da vítima.

Janice Oliveira dos Santos Almeida, 30 anos, foi atacada com um tijolo no dia 12 de outubro pelo companheiro Renato Almeida da Silva, que nunca foi preso pela agressão. As informações foram repassadas por uma tia, que acompanhou a sobrinha durante a internação em Cuiabá.

Policiais militares que atenderam a ocorrência de agressão informaram que por volta das 9h30 do dia 12 do mês passado estiveram no pátio da quitinete, no bairro Alto da Boa Vista, em Tangará e viram Janice com lesão no rosto pedindo por socorro. Encaminharam a mulher para a UPA onde foram informados que ela teria sofrido trauma no crânio encefálico, múltiplas fraturas no crânio frontal, sangramento pelo ouvido e corria risco de óbito.

Uma testemunha disse aos policias que o autor das agressões era o companheiro de Janice, Renato. A PM fez rondas mas não localizaram o suspeito. No dia 14 de outubro, devido à gravidade dos ferimentos Janice foi transferida para o PS de Cuiabá.

Com a morte de Janice, Renato que era suspeito de cometer crime de lesão corporal deve responder por femínicidio.

Janice deixou tres filhos menores de idade, dois meninos que são criados pelo ex-marido e a caçula de quatro anos que mora com o pai da menina.

A tia contou que a relação com Renato sempre foi conturbada, mas ela nunca imaginou que pudesse chegar a este ponto.