“137 municípios disseram ‘NÃO’ ao atual governo”, analisa Baiano

Por Naiara Martins 11/10/2018 - 17:31 hs

Assim como tem feito em todas as suas manifestações, o deputado Estadual Baiano Filho durante entrevista à Rádio Terra FM 98,7 de Ribeirãozinho voltou a defender a união política entre os poderes como principal ferramenta para as mudanças em Mato Grosso.  

 

Como coordenador geral da coligação “Pra Mudar Mato Grosso”, Baiano percorreu cada um dos 32 municípios do Araguaia reunindo lideranças, construindo a adesão dos partidos e levando as propostas do novo modelo de gestão que será trazido pelo governador Mauro Mendes (DEM), a partir do dia 1º de janeiro.

 

Entre as principais adesões ao projeto, o “embarque” do prefeito Roberto Farias de Barra do Garças foi fundamental para atrair o apoio daquela região. Baiano destaca que apesar da relação politica mantida pelo senador Wellington Fagundes (PR) com o município, a presença de Beto ajudou no equilíbrio para conquista dos votos.

 

Entre os impressionantes números da concorrência ao Governo do Estado, o atual governador Pedro Taques (PSDB) surpreendeu ao vencer em apenas quatro municípios em todo o estado, entre eles, Ponte Branca, o único do Araguaia, seguido por Chapada dos Guimarães, Guiratinga e Tesouro. Em Ribeirãozinho, a reprovação popular ficou ainda mais evidente, sendo 1.134 votos para Mauro Mendes contra 81 de Wellington Fagundes e 48 votos de Pedro Taques.

 

Em todo o Araguaia, Mauro Mendes conquistou 78.507 votos, quase o dobro do alcançado pelo senador Wellington Fagundes (PR), segundo colocado com pouco mais de 39 mil votos. Em terceiro, figurou o atual governador Pedro Taques (PSDB) com apenas 18,3 mil votos.

 

“Cento e trinta e sete [137] municípios disseram “não” ao atual modelo de governo que pouco conseguiu avançar, isso é fato, e é a análise fria dos números, a sociedade tinha expectativas que não foram alcançadas e enxergaram no governador Mauro Mendes o perfil mais próximo do cidadão e das necessidades do estado. Não existe mágica, é preciso ser franco, coerente e trabalhar com transparência, olhando nos olhos, e esse é o perfil do Mauro”, afirmou o parlamentar.     

 

O deputado ainda acrescentou que a retirada de sua candidatura à reeleição foi necessária, mas alertou que continuará a disposição das demandas da região, mantendo dialogo direto com o governador. “Continuarei opinando e defendendo as necessidades do Araguaia e o Mauro [Mendes] tem isso claro; temos projetos importantes que precisam de continuidade como a conclusão da MT-100, da BR-158, a licitação das BRs-242 e 080, os processos para regularização fundiária dos assentamentos, o fortalecimento dos hospitais, o aparelhamento da segurança pública e a educação, tenho isso muito bem definido e são compromissos pelos quais continuarei trabalhando”, frisou Baiano Filho.