Pesquisa Band mostra crescimento de 11% de Mauro em 1 mês e vitória no 1º turno em MT

Instituto paulista projeta que democrata será eleito com 53% dos votos válidos

Por Folha Max 02/10/2018 - 09:31 hs

Pesquisa realizada pelo instituto Real Time Big Data, divulgada há pouco pela TV Cidade Verde (Bandeirantes), projeta que o ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (DEM), será eleito governador de Mato Grosso no próximo domingo com 53% dos votos válidos. Ou seja, ele terá mais da metade dos votos válidos para liquidar o pleito.

Já o governador e candidato à reeleição, Pedro Taques (PSDB), tem a previsão de conquistar 23%, seguido do senador Wellington Fagundes (PR) com 22%.

Pesquisa realizada pelo instituto Real Time Big Data, divulgada há pouco pela TV Cidade Verde (Bandeirantes), projeta que o ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (DEM), será eleito governador de Mato Grosso no próximo domingo com 53% dos votos válidos. Ou seja, ele terá mais da metade dos votos válidos para liquidar o pleito.

Já o governador e candidato à reeleição, Pedro Taques (PSDB), tem a previsão de conquistar 23%, seguido do senador Wellington Fagundes (PR) com 22%.

O policial rodoviário federal Arthur Nogueira (Rede) deve conquistar 2% dos votos. O candidato Moisés Franz (PSOL) registrou o total de 0%.

Este é o terceiro levantamento apresentado pelo instituto paulista. A primeira pesquisa foi divulgada no dia 9 de agosto quando, considerando apenas os votos válidos, Mauro Mendes somava 43% das intenções de voto. No dia 8 de setembro, quando o Instituto divulgou a segunda pesquisa, o ex-prefeito somou 45% das intenções dos votos válidos.

Agora, quase dois meses depois da primeira divulgação, o democrata atingiu o patamar de 53%, um crescimento de 10% dos pontos percentuais nos votos válidos. Já considerando todo o resultado, incluindo os votos nulos, brancos e indecisos, Mauro Mendes apresentou um crescimento de 20 pontos percentuais entre a primeira e a terceira pesquisa.

Segundo colocado nas intenções de voto, o governador Pedro Taques, porém, apresentou queda nas pesquisas. Em 9 de agosto, ele apresentou 20% das intenções de votos, sendo 33% se considerados apenas os válidos.

Em 8 de setembro, o tucano cresceu no modo geral, somando 23% das intenções, mas apresentou queda, se considerados apenas os válidos, somando 31% destes. Agora, o governador apresentou 19% das intenções de voto de modo geral, sendo 23% dos válidos.

Wellington Fagundes, por sua vez, apesar de apresentar crescimento nos levantamentos de forma geral, manteve equilíbrio entre as três pesquisas. Na primeira, ele pontuou somou 13 pontos, sendo 22% dos votos válidos. No levantamento do dia 8 de setembro, ele conseguiu 17 pontos, o que representa 23% dos votos válidos. Agora, Wellington somou 18 pontos, o que equivale a 22% dos votos válidos.

Arthur Nogueira apresentou 1% das intenções de voto nas pesquisas do dia 9 de agosto e 8 de setembro, sendo esse mesmo o índice de votos válidos. Agora, apresenta 2% das intenções de voto, tanto no geral, quanto em relação aos votos válidos.

Moisés Franz pontuou 1% das intenções de voto no dia 9 de agosto, nas duas modalidades. Nas pesquisas do dia 8 de setembro e 1º de outubro, ele pontuou 0% das intenções de voto.

Já os eleitores que declararam votar nulo ou branco somaram 16% do total no dia 9 de agosto, depois 8% e agora manteve os 8 pontos. Os indecisos, por sua vez, eram 25% em agosto, 17% em setembro e 8% em primeiro de outubro.

A pesquisa, realizada na modalidade estimulada, ouviu mil pessoas entre os dias 27 e 28 de setembro e possui margem de erro de 3% para mais ou para menos. O nível de confiança da pesquisa é de 95%. O levantamento foi registrado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o número MT-07967/2018.

GÊNERO

Na avaliação por gênero, o candidato Mauro Mendes aglutina mais votos entre os homens, sendo ele o candidato de 47% dos homens entrevistados. Já das mulheres, o ex-prefeito alcança 41 pontos.

Pedro Taques, por sua vez, é o candidato de 20% dos homens que responderam à pesquisa e de 18% das mulheres. Wellington Fagundes, único candidato a ter uma vice mulher, soma 20 pontos entre os homens e 16 pontos entre as mulheres, menos que os dois primeiros colocados. O candidato da rede mantém o equilíbrio e soma 2% das intenções de voto em cada gênero. Moisés Franz não foi pontuado pela pesquisa. Entre aqueles que declararam voto nulo ou branco somou 7% entre os homens e 11% das mulheres. Já os indecisos, por sua vez, são 4% dos homens e 12% das mulheres.

REJEIÇÃO

O instituto também levantou os dados referentes à rejeição dos candidatos por parte do eleitorado, ou seja, àqueles em que a pessoa não votaria de forma alguma. Neste quesito, a soma dos percentuais ultrapassa os 100%, isso porque o entrevistado pode marcar mais de um nome em quem não votaria de forma alguma.

Entre os candidatos, o atual governador Pedro Taques lidera no quesito rejeição. Cerca de 56% dos eleitores mato-grossenses não votariam nele de forma alguma. Já os entrevistados que afirmaram não votar em Wellington Fagundes de forma alguma somaram o percentual de 35%. Em terceiro colocado na rejeição está o candidato Mauro Mendes, líder nas intenções de voto, com 28% de rejeição do eleitorado.

O candidato da Rede, Arthur Nogueira, somou a rejeição de 23% dos eleitores mato-grossenses. Por último, Moisés Franz, do PSOL, é rejeitado por 22% dos entrevistados.

2º TURNO

Ao entrevistar os eleitores, o instituto também fez o levantamento das intenções de voto em caso de segundo turno. No primeiro cenário, os eleitores foram apresentados à situação de Mauro Mendes e Pedro Taques disputarem o 2º turno. O ex-prefeito somou 58% dos votos, representando 67% dos votos válidos. Já o governador Pedro Taques apresentou 28% das intenções, o que representa 33% dos votos válidos. Brancos, nulos e não-votantes somaram 8% e indecisos representam 6% do eleitorado.

No caso de um enfrentamento entre Mauro Mendes e Wellington Fagundes. Mendes alcança 56 pontos percentuais, representando 67% dos votos válidos. Fagundes, por sua vez, alcança 27 pontos, o que representa 33% dos votos válidos. Brancos, nulos e não-votantes somaram 13% e os indecisos 4%.

O levantamento ainda apresentou que, para alcançar o objetivo de se reeleger governador do Estado, o melhor cenário para Pedro Taques é disputar o segundo turno contra o senador Wellington Fagundes. Neste caso, Pedro alcançaria 36 pontos, o que representa 53% dos votos válidos. Wellington, por sua vez, alcançaria 32 pontos, o que seria 47% dos votos válidos. Os votos brancos, nulos e aqueles que declararam não votar em nenhum dos dois candidatos somaram 22%. Indecisos somaram 10% dos entrevistados.

bigdata10.jpg