Rapaz que matou esposa com tábua de carne se apresenta na delegacia e está solto em Barra do Garças

Erica foi encontrada morta, em casa no bairro Jardim dos Ipês, sobre a cama com uma poça de sangue e ainda teve o aparelho celular e moto levados. O corpo foi encontrado depois na noite de quarta-feira. A moto foi recuperada na quarta-feira no bairro de Vila Maria

Por Araguaia Notícia 22/09/2018 - 01:39 hs

Um crime triste e cruel de feminicidio, que aconteceu nesta semana em Barra do Garças, deve repercutir em todo o país porque o autor do crime se apresentou na delegacia dois dias depois que o corpo da esposa foi encontrado e mesmo assumindo a autoria foi posto em liberdade.


O jovem Firmino César, 19 anos, compareceu na delegacia especializada da Mulher acompanhado de advogado e confessou o crime. Ele admitiu que assassinou a esposa Erica Oliveira Gomes, 22 anos, com uma tábua de carne que usou para golpeá-la na cabeça por três vezes.

Todavia, o acusado aproveitou das brechas da legislação brasileira e conseguiu sair do flagrante. A Polícia Civil pediu o mandado de prisão contra o rapaz, no entanto, o Poder Judiciário não se manifestou. Diante disso, o rapaz foi embora para casa saindo pela porta da frente da delegacia de defesa da Mulher e deve responder o processo em liberdade.

Durante interrogatório, Firmino disse que matou a esposa durante uma divergência porque ele queria sair de casa para usar drogas e ela não deixou. Dizendo que o rapaz poderia usar ali mesmo na casa. O acusado alega que usou entorpecente e quando a esposa dormiu, foi até a cozinha, pegou uma tábua de carne e acertou a cabeça da esposa e depois fugiu.

A reportagem do site Araguaia Notícia tentou falar com o delegado Heródoto Fontenelle por várias vezes no final da tarde, mas não obteve sucesso na ligação telefônica e compareceu na delegacia, mas conseguiu mais informações sobre este caso. Familiares de Erica estavam revoltados com a situação.

Na noite de sexta-feira surgiu uma informação extraoficial de que Firmino teria sido visto numa festa no bairro São José e algumas pessoas ligaram para Polícia Militar (PM) pedindo que fosse prendê-lo, porém os policiais informaram que não podiam fazer nada porque não tem um mandado de prisão expedido contra o rapaz.

Erica foi encontrada morta, em casa no bairro Jardim dos Ipês, sobre a cama com uma poça de sangue e ainda teve o aparelho celular e moto levados. O corpo foi encontrado depois na noite de quarta-feira. A moto foi recuperada na quarta-feira no bairro de Vila Maria