Polícia prende três acusados de matarem o jovem Rodrigo Bueno

Polícia prende três acusados de matarem o jovem Rodrigo Bueno

Este foi um dos mais cruéis crimes já ocorridos na história de Canarana. Em grupos de WhatsApp, circulam fotos do corpo todo queimado da jovem vítima. Assista abaixo ao vídeo do momento em que Rodrigo é sequestrado.

Por Jopioneiro 15/07/2018 - 02:03 hs

CANARANA – A Polícia Civil de Canarana com o apoio da equipe GARRA de Água Boa, desvendou e prendeu nesta sexta-feira, 13, os três acusados de serem os autores da brutal morte do adolescente Rodrigo Bueno, 15 anos, ocorrida na madrugada do dia 07 de julho, num dos crimes mais cruéis da história de Canarana.

Foram presos primeiro, Washington Rodrigo Silva Maia e Diego Silva Maia, ao se apresentarem na Delegacia de Polícia Civil na presença de advogado. Na sequência, foi preso Samuel da Silva Santos, em uma fazenda no interior, região do Garapú.

Em depoimento, Samuel (vulgo Keka), disse que na sexta-feira, 06, por volta das 10h00, depois de já ter bebido, encontrou Diego e Washington e foram até um bar que fica na avenida principal da cidade, a Rio Grande do Sul. Neste bar, segundo ele, foi convidado pelos dois colegas para pegar o adolescente, que estava na rua, de bicicleta.

Depois de agarrarem e ‘apagarem’ asfixiando a vítima, colocaram o jovem dentro do veículo, um VW Gol preto. No caminho até onde o jovem foi morto, região da 3ª Agrovila, a 5 km da cidade, o jovem se debatia dentro do carro e tentava convencer que a pessoa que eles buscavam não era ele, enquanto apanhava e ouvia que iria morrer. No local, disse Keka, ele não participou do crime, que teria sido cometido por Diego e Washington.

Keka prossegue dizendo que os dois comparsas deram várias pancadas na cabeça do jovem, depois Diego pegou um canivete e cortou o pescoço da vítima. Na sequência da crueldade, pegaram um recipiente com um resto de gasolina e atearam fogo no menino, ainda vivo.

Segundo Keka, os outros dois disseram para ele não falar nada porque ninguém viu nada. Depois, deixaram Keka em casa e ele contou o que aconteceu para familiares. Os três são parentes. Alguém da família, que ele não sabe precisar, colocou fogo nas roupas que eles usavam.

Keka finalizou dizendo que acredita que a motivação do crime teria sido uma briga onde Diego apanhou há alguns meses, que teve o envolvimento de cinco jovens, os quais, Diego havia prometido que iria pegar um por um.

Diego e Washington ainda não deram depoimento e não quiseram falar com a imprensa.

A Polícia Civil acredita que Rodrigo não estava envolvido nessa briga e que ele foi confundido com um dos jovens por estar usando uma camiseta parecida com um deles no dia do desentendimento.

Em depoimento, familiares e amigos falaram que Rodrigo Bueno era um jovem de boa conduta. Não tinha passagens pela polícia. Ele brincava de soltar pipa e sonhava em ter um moto de centenas de cilindradas.

Uma câmera filmou o momento em que o menino foi capturado pelos três, no meio da rua, no centro da cidade, já na madrugada do dia 07. Sua bicicleta ficou caída no asfalto. Na sequência, Rodrigo embarcou para a morte.

Seu corpo foi encontrado na beira de uma lavoura de milho, por um trabalhador que transitava pelo local. A Policia Militar encontrou uma poça de sangue e um celular na beira da estrada. O corpo foi arrastado por cerca de 8 metros até o milharal. Foi parcialmente queimado e tinha sinais de facadas, cortes no pescoço e na orelha, demonstrando que antes de ser assassinado, Rodrigo foi torturado.

A Polícia Civil foi acionada e posteriormente a Politec, que deve liberar nos próximos dias o laudo técnico.

Os três acusados foram levados ainda na noite desta sexta-feira, 13, para fazer exame de corpo de delito no Hospital Municipal. Depois devem ser encaminhados para a Cadeia Pública, onde ficarão à disposição da justiça.

O trabalho de investigação foi coordenado pelo delegado, Dr. Deuel Santana. Toda equipe da Polícia Civil, de escrivães e investigadores, que tem à frente o policial Valdivino Vital, realizaram um grandioso trabalho que elucidou a autoria do assassinato.

Este foi um dos mais cruéis crimes já ocorridos na história de Canarana. Em grupos de WhatsApp, circulam fotos do corpo todo queimado da jovem vítima. Assista abaixo ao vídeo do momento em que Rodrigo é sequestrado.

 

Diego e Washington
Rodrigo Bueno