Garota de MT morre após sofrer acidente em base militar nos Estados Unidos

Pollyana Cardona, de 29 anos, era estudante de Odontologia e morava em base militar com o marido e os filhos. Jovem sofreu acidente de moto quando seguia para a universidade.

Por G1 MT 12/06/2018 - 02:08 hs

Uma jovem de 29 anos, natural de Araputanga, morreu na sexta-feira (8), após sofrer um acidente de moto em uma base militar no estado de Missouri, nos Estados Unidos, onde morava com o marido, que é militar do Exército americano, e os filhos.
 
Pollyana Cardona era estudante de odontologia e seguia para a universidade quando sofreu o acidente em uma curva da rodovia, a cerca de 10 km da casa dela.
 
De acordo com a prima da jovem, a jornalista D'Laila Borges, o marido de Pollyana, Andres Cardona, começou a procurar pela estudante após não conseguir contato com ela durante toda a tarde.
 
"Ele acionou o GPS do celular dela e foi ele quem encontrou o corpo. Ao que tudo indica, ela perceu o controle da moto em uma curva e acabou saindo da pista. O local do acidente ", disse a jornalista.
 

Pollyana era casada com um militar do Exército dos EUA e morava com a família em uma base, em Missouri (Foto: Reprodução/Facebook)

Pollyana era casada com um militar do Exército dos EUA e morava com a família em uma base, em Missouri (Foto: Reprodução/Facebook) 
 
A jovem estava nos Estados Unidos desde 2004, onde morava com a mãe e a irmã na Flórida. Ela conheceu o marido lá, que é natural da Colômbia, e com ele teve três filhos, com idades entre 2 e 9 anos. Pollyana também tem uma filha de 13 anos, natural de Mato Grosso.
 
Prima mais nova da família, que mora em Mato Grosso, Pollyana deve ser sepultada na Flórida e os parentes aguardam a liberação do corpo dela, que passa por autópsia.
 
"Apesar de se tratar de um acidente, por se tratar de um local dentro dos limites da base militar, o caso deve ser investigado e o prazo para liberação do corpo é até quarta-feira. Porém, o comandante da base militar espera que consiga a liberação ainda nesta segunda-feira (11)", afirmou