Catalão (GO) - Dupla é presa suspeita de matar três idosos da mesma família a golpes de enxada em fazenda

Catalão (GO) - Dupla é presa suspeita de matar três idosos da mesma família a golpes de enxada em fazenda

Eles confessaram que foram ao local para roubar, mas foram identificados pelas vítimas e resolveram matá-las; Geraldo Pires e as filhas Maria e Benedita Marques foram encontrados amarrados.

Por Murillo Velasco, G1 GO 31/05/2018 - 23:19 hs

Dois homens foram presos suspeitos de matar a golpes de enxada um idoso de 87 anos e as duas filhas, de 66 e 61 anos, em Catalão, na região sudeste de Goiás. De acordo com a Polícia Civil, Dione Alves da Silva e Wanderson Alves Fernandes confessaram que foram até a fazenda para roubar dinheiro, mas foram reconhecidos pelas vítimas e resolveram matá-las.
 
Segundo a delegada Marcela Magalhães, outros dois suspeitos, que já tinham sido identificados pela corporação, foram apontados pelos presos como participantes do crime. “Eles teriam ido até o local do fato com o intuito simplesmente de subtrair, mas assumiram o risco, ao que tudo indica, porque a fazenda era de conhecidos deles, de que se eles estivessem lá algo deveria ocorrer”.
 
“Eles foram reconhecidos e, por isso, executaram as vítimas”, disse a delegada.
 
À TV Anhanguera, a defesa dos suspeitos informou que não iria se pronunciar enquanto não tivesse acesso ao inquérito.
 

Homens confessaram ter matado família de idosos em Catalão, em Goiás (Foto: TV Anhanguera/Reprodução)

Homens confessaram ter matado família de idosos em Catalão, em Goiás
(Foto: TV Anhanguera/Reprodução) 

 
Os dois foram presos na terça-feira (29). Dione foi preso em Goiandira, no sudoeste goiano, e Wanderson em Tupaciguara, em Minas Gerais. O crime ocorreu no dia 13 de janeiro deste ano. Segundo a delegada, Geraldo Pires, a filha mais nova, Maria Marques, e a mais velha, Benedita Marques, foram encontrados mortos e amarrados.
 
Conforme o delegado regional, Jean Carlos Arruda, os suspeitos conheciam as vítimas. “Um deles teve a ideia dizendo: ‘eu sei que na fazenda tem um dinheiro, então vamos lá’”, contou.
 
Segundo a Polícia Civil, os suspeitos chegaram a Catalão sob escolta. Dione, Wanderson e os dois suspeitos que ainda não foram presos foram indiciados por triplo homicídio.
 
Crime
 
Os corpos foram encontrados por um vizinho, que foi ao local visitar a família e, ao dar a volta na casa, viu pela janela os corpos das vítimas. Familiares que foram até o local informaram à polícia que foram levados botijões de gás, alimentos e duas armas que tinham na propriedade.
 
“Eles estavam na sala, amarrados, deitados de bruços, um perto do outro. Isso mostra que eles não estavam reagindo ao roubo. Estimamos que foram pelo menos dois ou três criminosos”, explicou o delegado Fernando Maciel.