Não traço a minha vida por pesquisas eleitorais, diz Taques ao rebater rejeição

Não traço a minha vida por pesquisas eleitorais, diz Taques ao rebater rejeição

Por Celly Silva, repórter do GD 30/03/2018 - 22:53 hs

Com dificuldades para viabilizar sua candidatura à reeleição, o governador Pedro Taques (PSDB) afirmou que não vai basear seu futuro político em pesquisas eleitorais, onde até o momento, em pesquisas internas, ele aparece com mais de 30% de reprovação popular. “Pesquisa é muito importante, eu respeito as pesquisas. Agora, eu não traço a minha vida por pesquisas eleitorais”, disse à Rádio Capital FM.

 

O governador ainda lembrou que quando iniciou sua carreira política, também não contava com boas perspectivas nas pesquisas, mas que obteve êxito da mesma forma.

“Se eu traçasse minha vida por pesquisas eleitorais, eu não seria candidato ao Senado, que eu tinha 2%. Se eu traçar minha vida por pesquisas eleitorais, neste momento eu não seria candidato ao governo do Estado de Mato Grosso”.

Ele também destacou que apesar de importante, as pesquisas eleitorais devem ser consideradas de acordo com o seu momento e lembrou do ex-governador Dante de Oliveira (já falecido), que segundo ele, tinha 13% de aprovação no 1º mandato e foi reeleito no 1º turno. “Isso mostra que pesquisa revela o momento e quem está no Executivo hoje tem desgaste”.

Ele ainda se apegou ao fato de que esse desgaste ocorre porque com a crise financeira, o político não consegue executar todos os compromissos políticos, em decorrência da falta de recursos.

“Governar sem dinheiro não é pra qualquer um porque você não consegue cumprir os seus compromissos todos porque você não tem dinheiro pra fazer. O Estado não tem a fábrica do dinheiro! Vamos aguardar, tudo tem seu tempo, inclusive o tempo da candidatura”, defendeu.