Profissionais da Educação de Santa Terezinha realizam manifesto e mantém paralisação

Por João Evilson com VipAraguaia 09/03/2018 - 00:11 hs

Os profissionais da Educação do município de Santa Terezinha, realizaram um ato público em frente a Prefeitura Municipal nesta segunda feira (05/03) em busca de diálogo para solucionar e pôr um fim na greve que, segundo o SINTEP, o ano letivo só será iniciado após o Executivo Municipal sentar com a categoria e resolver as pendências que não foram cumpridas em 2017 por parte da administração municipal.

“Vamos nos manter forte e firmes na luta, porque a situação tá complicada, a gestão continua na contra mão das possibilidades de diálogo quando se esperava dos profissionais da secretaria uma postura onde o profissionalismo seja o princípio para o diálogo, afim de buscar a solução para a greve! Mas a palavra de ordem é resistir sempre às pressões e ameaças aos cargos, não vamos ceder diante da arbitrariedade imposta, sabemos que essas tentativas têm apenas um objetivo, fragilizar o movimento. Nosso movimento é legal e pacífico. Ninguém está a cima da lei! ” Publicou um professor e membro do SINTEP de Santa Terezinha em uma rede social.

Segundo as postagens e a nota do Sintep, os servidores vão se Secretaria Municipal de Educação para nos informar quais providências o executivo municipal estará tomando para que o ano letivo de 2018 não seja prejudicado, tanto para os alunos como para os profissionais.

A Prefeitura Municipal realizou desconto dos salários de todos os profissionais da Educação relativo aos dias parados, sendo que, tem instituição que ainda não teve o início dos trabalhos oficialmente. Segundo o SINTEP, já estarão entrando com recursos no Ministério Público para que os valores descontados sejam devolvidos aos servidores, tendo como garantia de que a paralisação está dentro da legalidade.