Batismo de indígenas em Barra do Garças gera polêmica entre internautas

Por Semana7 05/01/2018 - 23:19 hs

O pastor evangélico Samoel Maia, da Igreja Universal, divulgou a celebração, em 31 de dezembro, do batismo de 35 indígenas da etnia xavante no interior do município de Barra do Garças.   

Segundo o portal Gospel Prime, o batismo dos indígenas “gerou críticas nas redes sociais” e sustenta que presumivelmente são identificados “com ideologia esquerdista” e que citam neste contexto crítico o artigo 231 da Constituição que diz que “São reconhecidos aos índios sua organização social, costumes, línguas, crenças e tradições (...)”

As fotos da cerimônia foram divulgadas na página do pastor no Facebook onde ele explica numa legenda que os ‘batizados’ “se entregaram ao Senhor”. Contudo, Samoel preferiu não divulgar o nome do pastor que presidiu a celebração.

De todo modo a postagem de Samoel foi compartilhada até a tarde hoje, 5, mais de 16 mil vezes e, de quebra, cerca de 5 mil comentários muitos contrários à interferência religiosa entre os indígenas, como sendo “um genocídio cultural”, outros elogiam a conversão e, outros ainda prometem levar o caso ao Ministério Público, denunciando a interferência religiosa.