MPE manda tirar outdoors de apoio a Jair Bolsonaro em Mato Grosso

Promotores de Rondonópolis entraram na justiça por entender que os outdoors configuram propaganda eleitoral extemporânea

Por RDNews 29/09/2017 - 22:08 hs

Movimentos e empresários da direita de Mato Grosso que apoiam a pré-candidatura à presidência da República do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) espalharam a imagem do parlamentar em outdoors em Rondonópolis, Sorriso e Primavera do Leste.

É comum entre os outdoors a imagem de Bolsonaro, com as cores da bandeira do Brasil (verde, azul e amarelo) e dizeres como honestidade, ética e honra.

Em Rondonópolis, por exemplo, logo embaixo da imagem há também uma faixa pedindo “Lula na cadeia” referindo-se ao ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, já condenado a 9 anos de prisão, mas que aguarda recurso na Justiça Federal.

Por meio de sua página no twitter, Bolsonaro agradeceu às diversas homenagens pelo país, inclusive, a de Rondonópolis que chegou a ser danificada por vândalos. Outdoors do deputado federal também foram vistos na Bahia, Ceará, Maranhão, Amazônas, Paraíba e Mato Grosso do Sul. O pré-candidato aparece em segundo lugar nas pesquisas eleitorais, atrás de Lula.

bolsonaro_print

 Em post, Bolsonaro faz mensão ao apoio recebido em vários Estados do Brasil

 

 

Diante da repercussão, o Ministério Público Eleitoral (MPE) de Rondonópolis pediu a retirada da homenagem por considerá-la propaganda eleitoral extemporânea. A recomendação foi assinada pelos promotores eleitorais Wagner Antônio Camilo e Reinaldo Antônio Vessani Filho, respectivamente, da 10ª e 45ª Zonas Eleitorais.

Essa não é a primeira vez que apoiadores de Bolsonaram demonstram admiração pelo virtual candidato a presidente.

Em agosto, uma menina de 13 anos, de Sorriso, gravou um vídeo ao político dizendo que gosta de estudar no Colégio Militar por conta da disciplina, da hierarquia e da ordem que considera valores em falta na sociedade atual. Além disso, reclama do esquerdismo que diz estar presente nas escolas e universidades.

Em resposta, o deputado federal agradeceu o apoio, mas orientou a menina a discutir política com os pais, pois eles têm que ter conhecimento de tudo que se ensina na escola.